CiclismoDESTAQUE

Simon Clarke vence em etapa de pavê na Volta à França

Simon Clarke vence a etapa cinco da Volta à França. Um dia de grandes dificuldades no Tour, num percurso com 11 troços em paralelos. O quinto dia da maior prova de ciclismo do mundo causou muitos estragos, com vários ciclistas importantes a perderem tempo. O grande derrotado do dia foi o esloveno Primoz Roglic. A equipa do campeão olímpico de contrarelógio, a Jumbo-Visma, que estava em grande neste início de Tour de France, teve o seu primeiro dia mau. Quedas, furos e problemas mecânicos, tudo ocorrências habituais em dias de pavê.

Na frente, numa fuga extensa que foi perdendo elementos ao longo dia, foram quatro os ciclistas que chegaram juntos na meta para discutir a etapa. Foi o australiano a vencer, no photo-finish, à frente de Taco van der Horn. O atleta, já com 35 anos, mostrou-se muito contente por regressar às conquistas em grandes voltas, depois de um inverno incerto a nível profissional.

Atrás do grupo onde chegou o vencedor Simon Clarke surgiu o grande favorito para a vitória final Tadej Pogacar. O esloveno chegou a ter um minuto de vantagem sobre os mais diretos concorrentes, mas acabou por ganhar apenas cerca de 15 segundos. Foi o esforço da Jumbo-Visma que ajudou a trazer alguns dos favoritos, como Jonas Vingegaard, Geraint Thomas e Romain Bardet para mais perto do fenómeno esloveno. Um dos homens que mais esforço fez foi o camisola amarela, Wout van Aert. Depois de um dia de luta na frente, em que acabou por vencer isolado e reforçar a liderança na frente do Tour, foi vez de correr por outros objetivos, nesta quarta-feira. Um dia difícil, mas em que a Jumbo e van Aert conseguiram lutar muito.

Wout van Aert, que conseguiu manter a liderança da Volta à França. Chegou a estar de forma virtual afastado da camisola amarela, mas a recuperação que o grupo onde estava inserido fez nos últimos 10 quilómetros permitiu ao belga ficar 13 segundos à frente de Neilson Powless, que estava na fuga.

A etapa desta quinta-feira começa em Binche, na Bélgica, e termina em Longwy, já na França. Os 219,9 quilómetros contam com uma contagem de quarta categoria e duas de terceira.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo