CiclismoTOPO

Quarentena e testes à Covid-19 para participantes da Volta a Portugal

As equipas participantes na Volta a Portugal em bicicleta vão ser submetidas a testes à covid-19 antes de uma quarentena/concentração e a 24 horas do inicio da prova, anunciou este domingo a Federação Portuguesa da Ciclismo (FPC).

“A distância das etapas e o número máximo de participantes sofrerão cortes face aos limites máximos regulamentares” e “todas as equipas deverão ter um médico, responsável pela aplicação das normas sanitárias no seio da equipa e pela ligação ao médico coordenador do evento”, refere a federação.

A Volta, prevista para ir para a estrada entre 29 de juho e 09 de agosto, terá um médico-coordenador, responsável por zelar pelo cumprimento do plano sanitário para o evento, que, em articulação com os demais agentes, pugnará pelo cumprimento das medidas de saúde aprovadas pela Direção Geral da Saúde (DGS).

“Serão instalados em todas as partidas e chegadas das etapas postos de avaliação médico-sanitária, de forma a promover a verificação do estado de saúde dos ciclistas em questão de sinais/sintomas associados à covid-19”, refere a federação.

Esta medida, ainda de acordo com o comunicado, visa “prevenir transmissão e conter casos suspeitos”.

Impedir o ajuntamento de populares é outra das preocupações da federação, que irá criar “mecanismos de limitação de acesso do público às áreas de partida e chegada das etapas”.

“Os pontos de interesse durante as etapas (metas intermédias) serão colocados em locais de menor concentração populacional, contribuindo para diminuir os ajuntamentos”, refere a federação.

Nas partidas e chegadas existirão duas áreas de acesso restrito a pessoas credenciadas, contribuindo para a formação de ‘bolhas sanitárias’.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo