CiclismoDESTAQUE

Arnaude Démare vence pela terceira vez no Giro D’Italia

Uma, duas, e agora três. Arnaude Démare está a dominar os sprints da edição 2022 do Giro D’Italia. Depois das vitórias das etapas 5 e 6, o francês da Groupama-FDJ voltou a bater Cavendish, Gaviria e companhia para estender a sua vantagem na camisola por pontos.

Uma etapa sem grandes subidas e descidas, uma oportunidade para os trepadores recuperarem o fôlego antes de uma série de grandes dificuldades que o pelotão do Giro vai ter que enfrentar.

Mas antes de chegarmos à alta montanha, os sprinters voltaram a discutir uma etapa. A fuga esteve quase a vingar, mas foi alcançada já no último quilómetro. A Groupama-FDJ foi a responsável pela perseguição final, e colocaram Démare na melhor posição. Sempre na frente, o francês não permitiu aproximações de Bauhaus, Cavendish e Gaviria, 2.º, 3.º e 4.º respetivamente.

Arnaude Démare dá assim um passo gigante para vencer a camisola que já veste neste momento – a roxa. Na classificação por pontos, o ciclista tem praticamente o dobro do mais direto perseguidor. Tem 238 pontos contra os 121 de Cavendish e 117 de Gaviria.

Apesar dos corredores que lutam pela vitória terem chegado todos juntos, há uma significante mudança. Romain Bardet ficou doente na corrida de quinta-feira, e não arrancou na sexta. O quarto classificado fica para trás, e um dos mostrava melhor forma nas montanhas. Um impulso grande na luta de João Almeida pelo pódio.

Este sábado, etapa 14, promete agitar as contas da frente. Cinco contagens de categoria. Uma de terceira a abrir, seguida de quatro de segunda. Ainda assim, não é em alto que acaba a etapa. Vão ser 147 quilómetros entre Santena e Torino.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja Também
Fechar
Botão Voltar ao Topo