BocciaTOPO

Portugal leva quota máxima de praticantes de boccia aos Paralímpicos de 2020

Portugal será representado pelo número máximo de atletas da modalidade de boccia nos Jogos Paralímpicos de Tóquio em 2020.

O feito foi alcançado na Póvoa de Varzim, onde decorreu o Open Mundial da modalidade, que representou a última oportunidade para os jogadores portugueses obterem o ranking necessário para o apuramento olímpico. O sucesso de vários pares nesta prova permitiu que o Comité Paralímpico leve a quota máxima de participantes, dez, para os jogos que se realizam entre os dias 25 de agosto e 6 de setembro, no Japão.

Os atletas cuja prestação permitiu abrir a quota para Portugal são Ana Sofia Costa, Avelino Andrade, José Carlos Macedo, Carla Oliveira, Manuel Cruz, Nuno Guerreiro, André Ramos, António Marques, Cristina Gonçalves, Abílio Valente e Nelson Fernandes.

Ao contrário dos Jogos Olímpicos, contudo, nos Paralímpicos as quotas são abertas para o Comité e não para o atleta individualmente, pelo que não é certo que sejam esses os atletas a representar Portugal em Tóquio, cabendo agora ao Comité decidir quem irá participar.

Com este feito Portugal tem já garantida a participação de 13 atletas: dez em boccia, um em atletismo, um em paracanoagem e um em paraciclismo.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo