Seleção NacionalDESTAQUEFutebol Internacional

“Há ex-jogadores que foram uma merda e falam do Cristiano”

Fábio Coentrão, ex-companheiro de Cristiano Ronaldo no Real Madrid e na Seleção Nacional, pronunciou-se sobre as críticas feitas ao avançado português. O vilacondense, retirado do futebol profissional desde 2021, defendeu o seu colega e amigo, apelando ao respeito pelo mesmo.

“Estou bem, muito longe do futebol. Não sinto muita vontade em falar, mas tinha de o fazer porque não gosto de ouvir o que dizem do Cristiano. Há ex-jogadores que não foram nada, que foram uma merda, e que falam do Cristiano como se tivessem sido alguma coisa. Não têm de falar assim”, disse antigo internacional português.

Sobre a situação em volta de CR7, Fábio Coentrão expressou o seu descontentamento com a forma como tem sido tratado.

“É uma vergonha o que está a acontecer. Um tipo que toda a vida fez o que fez… acho que é muito feio o que se está a passar com ele. Ainda que não esteja a render ao nível que pode, é muito feio. As pessoas começam a falar dele, dizem que não tem boa relação com os colegas e as coisas são mal-interpretadas. É horrível porque eu sei como é que ele é. Convivi muitos anos com ele e não tenho de dizer a ninguém como é que ele é”, afirmou.

“O Real Madrid tem agora mesmo o Benzema que marcou 40 golos. Sabes bem que se o Cristiano estivesse agora no Real Madrid, marcaria 60 golos. Sabes tu, sei eu e sabe qualquer um que perceba um pouco de futebol. O Cristiano faria os golos que quisesse no Real Madrid. Em Manchester as coisas não lhe correram bem porque as pessoas de lá estavam a incomodá-lo. Um jogador precisa de tranquilidade para que as coisas lhe saiam bem. As pessoas têm sido muito injustas com o Cristiano. É uma vergonha o que está a acontecer”, completou Coentrão.

 

 

 

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo