Seleção NacionalDESTAQUE

As palavras de Fernando Santos sobre Ronaldo, Rafa e a partida frente à Chéquia

Fernando Santos fez esta sexta-feira a antevisão da partida de Portugal frente à Chéquia, deste sábado. O selecionador nacional, já em Praga falou sobre Cristiano Rolando, Rafa e Gonçalo Ramos, bem como da forma como vai gerir a equipa para os dois jogos que se seguem.

Em relação ao capitão da seleção nacional, Fernando Santos usou poucas palavras para falar do tema da acusação imposta pela Federação Inglesa bem como se vai ou não a jogo.

“Não sei o que é que aconteceu, vi que foi público, não sei o que se passa, neste momento não tenho comentários.”

Questionado sobre ia ou não ser opção, o técnico não deixou grandes dúvidas.

“Ele jogou há quatro ou cinco dias. Foi titular no Manchester United frente ao Sherrif. Não me parece que seja questão. Diria que está em condições de jogar”

Já sobre o tema de Rafa e Gonçalo Ramos, o técnico respeita a decisão do extremo, e confessa que a chamada de Gonçalo Ramos foi mais influenciada por outros fatores.

“Recebi uma comunicação do Rafa a dizer que não estava disponível para integrar o estágio da seleção, por razões pessoais. Ao treinador, e acho que a todas as pessoas, compete respeitar o que a decisão de um jogador. Dei conhecimento à Federação que o Rafa me pediu dispensa do estágio e o jogador terá comunicado ao presidente da FPF a indisponibilidade para fazer parte da Seleção Nacional. Todos temos a nossa opinião, mas temos de respeitar e é isso que vou fazer. Tive sempre uma ótima relação com o Rafa, com todos os outros jogadores, por quem tenho um enorme respeito”

“Não substituí o Rafa pelo Gonçalo Ramos, acho que isso é mais claro. Se estivesse a pensar numa substituição direta traria um jogador com qualidades semelhantes, ou até não tinha convocado mais ninguém, porque basta olhar para a convocatória e perceber que existem bastantes opções. A vinda do Gonçalo Ramos foi porque desde o primeiro dia percebemos que o João Félix dificilmente ia conseguir estar neste jogo. Ele foi chamado para uma posição muito específica e era importante colmatar essa baixa frente à República Checa”.

Em relação ao adversário deste sábado, Fernando Santos deixou muitos elogios, em particular àquilo que a equipa fez no último europeu de futebol.

“A Chéquia fez um Euro muito bom, criou muitos problemas aos adversários e continuou na Liga das Nações. Em casa, a Espanha empatou no último minuto. Também ganhou à Suíça. É uma equipa com muitos jogadores de qualidade, bem organizada e que cria enormes problemas aos adversários. Conhecemos o adversário, jogamos há pouco tempo. Espero uma equipa semelhante. O que a equipa portuguesa sabe é que tem de olhar para si própria. Respeitamos muito a equipa checa, mas temos um único objetivo, que é ganhar. Para isso temos de impôr o nosso jogo”

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo