DESTAQUEFutebol

Ronaldo insatisfeito por não marcar na Juventus

A Juventus ganhou ao Génova, por 3-1, mas Cristiano Ronaldo não saiu satisfeito do jogo. O internacional português atirou a camisola ao chão – há quem diga que foi uma forma desajeitada de a dar a um apanha-bolas – um gesto que muitos adeptos dos bianconeri interpretaram como uma falta de respeito para com o clube.

A ‘Gazzetta dello Sport’ acrescenta que no balneário o português deu murros nas paredes, tomou um banho rápido e foi embora, sem falar com ninguém.

Em Itália diz-se que a frustração do jogador prende-se com o facto de não ter conseguido marcar. “O nervosismo foi evidente do primeiro ao último minuto e dificilmente justificável, pelo resultado e também pelo seu desempenho insuficiente”, escreve o desportivo italiano.

O jornal diz que Ronaldo discutiu com Chiesa e Chiellini por não lhe terem passado a bola, bem como com Mattia Perin, guarda-redes do Génova, ex-Juventus, a quem o português terá chamado mentiroso a propósito de um contacto na área.

Ronaldo irritou-se quando Szczesny atirou a bola para fora porque um jogador do Génova estava no chão; enviou uma bola ao poste e dizia constantemente à equipa ‘são dez, temos de atacar’.

O jogo acabou, o português não marcou e não escondeu a sua frustração. Segundo o jornal, atirou a camisola, esmurrou paredes no balneário, tomou um banho rápido e saiu, em silêncio.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo