DESTAQUEFutebol

Processos do CD para Sporting Braga, Francisco J. Marques e speaker do FC Porto

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol instaurou um processo disciplinar ao Sporting de Braga devido a declarações publicadas na newsletter oficial do clube, com duras criticas à arbitragem, na sequência de uma participação apresentada pelo Conselho de Arbitragem.

A referida newsletter foi publicada após a derrota com o Benfica (0-2), marcada pela polémica expulsão de Fransérgio que levou, inclusive, o presidente do clube, António Salvador, a pronunciar-se em conferência de imprensa, no final do jogo, com criticas à arbitragem de João Pinheiro.

Criticas que foram depois renovadas na newsletter do clube que «teve repercussão na comunicação social, sob o enfoque das ofensas à honra ou consideração, nomeadamente de agentes de arbitragem».

O Conselho de Disciplina anunciou a abertura de dois processos relacionados com o FC Porto. O primeiro para Francisco J. Marques, também por «declarações proferidas na comunicação social, sob o enfoque das ofensas à honra ou consideração, nomeadamente de agentes de arbitragem».

O segundo processo surgiu após queixa do Sporting, dirigido a Fernando Saúl de Sousa, o speaker do Dragão, na sequência de publicações nas redes sociais com insultos dirigidos a Cristiano Ronaldo e à sua família.

Por fim, foi instaurado um processo disciplinar a João Pica, jogador do Académico de Viseu, e a Ramiro Sobral, diretor geral do clube viseense, por «declarações proferidas em redes sociais sob o enfoque das ofensas à honra ou consideração de agentes de arbitragem».

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo