FutebolMAIS NOTÍCIAS

Premier League: Crianças obrigadas a pagar para entrar com os futebolistas

A imprensa inglesa avança que os clubes cobram para que as crianças possam entrar em campo de mão dada com os jogadores.

A entrada de uma criança em campo está a tornar-se um negócio na Liga inglesa. A imprensa local informa que grande parte dos clubes cobra valores elevados para que uma criança entre no relvado de mão dada com um futebolista. Os preços podem aumentar caso o acompanhado seja o capitão de equipa.

Segundo o jornal “Telegraph”, muitos destes preços são mais caros do que um bilhete anual para jovens. Estas ações têm sido criticadas, porque alegadamente favorecem os mais privilegiados.

Aston Villa e Norwich, equipas que estão nos últimos lugares do campeonato, pedem 500 libras (cerca de 593 euros) por jogo. O West Ham é o clube que cobra o valor mais elevado, cerca de 700 libras (830 euros).

O Wolves, equipa com mais portugueses na Liga inglesa, chega a cobrar 450 libras, ou seja, cerca de 534 euros. O preço mais baixo que o Tottenham de José Mourinho cobra é de 350 libras, cerca de 415 euros.

O Everton coleta 599 libras (710 euros) mas esse valor é depois doado à caridade. O Watford, apesar de cobrar 100 libras (118 euros), distribui esse valor de volta à comunidade.

Com estas ações estima-se que as equipas recebam cerca de meio milhão de libras por temporada.

Há clubes que se alheiam deste negógico. Arsenal, Chelsea, Liverpool, Manchester United e City, Newcastle, e Southampton, realizam um sorteio gratuito entre os sócios para determinar as crianças que entram com os futebolistas.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo