DESTAQUEFutebol

Milhares de adeptos protestaram fora do Emirates Stadium

Após os adeptos de Chelsea e Liverpool terem mostrado o seu desagrado perante a entrada dos seus clubes no projeto da Superliga Europeia, os adeptos do Arsenal não se ficaram atrás e quiseram usar a sua voz.

Em dia de jogo contra o Everton, os milhares de adeptos dos gunners para além de protestarem contra a criação da liga que ameaçou mudar o futebol, aproveitaram para pedir a demissão de Stan Kroenke (o dono do clube) e o seu grupo de sócios. Ao redor de todo o estádio Emirates os adeptos bateram em metais pertencentes ao edifício, acenderam tochas, soltaram petardos, fizeram soar buzinas, penduraram tarjas e entoaram cânticos de desagrado para com a direção.

O clima de desagrado para com a direção é claro com cânticos de ‘We want Kroenke out’ (‘Queremos o Kroenke fora):

O protesto era completamente audível no interior do recinto enquanto as equipas aqueciam e, segundo o ‘The Washington Post’, os responsáveis do Arsenal apenas não intervieram na situação devido à corrente situação pandémica.

Prevendo um protesto aceso, os autocarros de ambas as equipas chegaram ao estádio bem mais cedo do que o normal, de forma a evitar atrasos no começo da partida.

 

João Pedro Pereira

 

 

 

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo