FutebolTOPO

Mais de 4.500 euros em multas após Académico de Viseu – FC Porto

O Académico de Viseu-FC Porto, jogo da primeira mão da meia-final da Taça de Portugal, valeu um total de 4.662 euros em multas, aplicadas pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol: 2.826 deles ao emblema viseense e os restantes 1.836 à equipa azul e branca.

O FC Porto foi castigado em 1.632 euros por comportamento incorreto do público, devido ao rebentamento de um petardo e a uma tocha de fumo acesa ao minuto 59 e por, em três pontapés de baliza do guardião do Ac. Viseu, terem surgido insultos dos adeptos do FC Porto, além de um flash light aceso após o final do jogo. Além disso, os portistas foram castigados em 102 euros por atraso no início do jogo em dois minutos, face à chegada tardia da equipa de Sérgio Conceição ao túnel de acesso ao relvado do Estádio do Fontelo. Os cartões amarelos a Loum e Romário Baró valeram mais 51 euros por cada um.

Já o Académico de Viseu foi multado, em grande parte, por comportamento incorreto do público, fruto da deflagração de um pote de fumo antes do início do jogo e insultos ao minuto 80, quando o guarda-redes do FC Porto batia um pontapé de baliza. Estas ações custaram 1.530 euros, enquanto 1.020 euros deveram-se à entrada e permanência de materiais pirotécnicos.

As indicações técnicas dadas de pé por Rui Borges, treinador adjunto no papel, valeram 102 euros, o mesmo valor pelo atraso no reinício do jogo em três minutos. Os cartões amarelos a Anthony Carter e Lucas Silva resultaram em multas respetivas de 45 e 27 euros.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo