DESTAQUEFutebol

Jogadores e dirigentes entre os 47 arguidos da Operação Fora de Jogo

O Ministério Público anunciou esta quarta-feira que foram constituídos 47 arguidos, entre os quais jogadores de futebol, agentes, advogados e dirigentes desportivos, no âmbito da Operação Fora de Jogo, que investiga suspeitas de crimes de fraude fiscal e branqueamento de capitais na transferência de jogadores.

O Ministério Público esclarece que no inquérito investigam-se negócios do futebol profissional, desde 2015, que “terão envolvido atuações destinadas a evitar o pagamento das prestações tributárias devidas ao Estado português”.

Esta quarta-feira, no decurso da operação, foram relizadas 40 buscas domiciliárias e 31 não domiciliárias, em 56 locais diferentes, entre eles, Sociedades Anónimas Desportivas, como do Benfica, FC Porto, SC Braga e Sporting.

As buscas envolveram 11 magistrados do Ministério Público, sete magistrados judiciais, 101 inspetores tributários e 181 militares da Unidade da Ação Fiscal da GNR.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo