FutebolTOPO

Jesualdo e uma possível desvantagem física

Jesualdo Ferreira está preocupado com as diferentes velocidades a que o futebol brasileiro regressa, nesta altura, depois da paragem forçada pela pandemia de covid-19.

Se o campeonato carioca já foi retomado, embora com polémica, o campeonato paulista ainda não tem qualquer previsão de regresso. A CBF agendou entretanto o início do Brasileirão para os primeiros dias de agosto, e isso preocupa o técnico português do Santos.

“Neste momento, com vários estados e diversos clubes com diferenças na preparação, isso também será um problema. E com equipas de primeira divisão, ainda mais qualificadas. Pela proposta da CBF, que quer começar o Campeonato Brasileiro dia 8 ou 9 de agosto, iniciaríamos com muitos estágios diferentes, que, sob o ponto de vista desportivo, é bastante negativo”, explicou Jesualdo Ferreira em declarações à assessoria de imprensa do Santos.

“Toda as competições devem partir de um mesmo princípio: igualdade. As diferenças vão existir de qualquer forma, mas, pelo menos, que se possa diminuir um pouco e sejam amenizadas as dificuldades das equipas que começaram a treinar apenas após a autorização das autoridades”, acrescentou o técnico luso.

Relativamente aos receios da pandemia de covid-19, Jesualdo defende que “diminuir riscos é a obrigação de todos”.

“Qualquer profissional que esteja envolvido no futebol precisa ter o máximo de garantias para que possa participar das atividades de forma segura. Então, quanto mais pudermos fazer o tipo de trabalho que estamos a promover, que é muito controlado, melhor para nós, melhor para o futebol e melhor para os jogadores, que poderão voltar aos campos com segurança e em alto nível. Diminuir os riscos é nossa obrigação”, concluiu.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo