FutebolTOPO

FPF desiste do limite nos salários do futebol feminino

A Federação Portuguesa de Futebol desistiu da norma que limitava o salário das jogadoras de futebol feminino.

A decisão foi tomada depois de uma reunião com o Sindicato dos Jogadores, que disse há dias estar convicto de que a medida não tinha sido baseada em questões de género.

“Sendo a Federação e o Sindicato parceiros na promoção e desenvolvimento da participação das mulheres no desporto em geral e no futebol em particular e face ao clima de intranquilidade gerado pelo facto da medida ter sido interpretada como uma discriminação em função do género– coisa que não é nem poderia ser -, a FPF informou o Sindicato que essa norma específica não constará do regulamento 2020/2021”, refere a FPF em comunicado.

O movimento “Futebol Sem Género” garantiu ao Expresso que apesar da mudança na norma, vai manter as reuniões no Parlamento: quinta-feira com o Bloco de Esquerda e segunda-feira com a secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade.

As jogadoras de futebol feminino em Portugal tinham anunciado em 18 de junho a criação do movimento ‘Futebol Sem Género’ contra o limite salarial de 550 mil euros que a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) tinha estabelecido aos planteis do principal escalão, que acusavam de ser “discriminatório”.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo