FutebolTOPO

Contratação de Griezmann custa 300 euros ao Barcelona

O Comité de Competição da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF) castigou o Barcelona com uma multa “meramente simbólica” de 300 euros, por ter contactado Antoine Griezmann, agora seu jogador, quando este ainda tinha contrato com o Atlético de Madrid.

A RFEF determinou “a inexistência de responsabilidade disciplinar do jogador” e assumiu que optou por não fazer do Barcelona um exemplo.

“Tendo em conta a capacidade do clube e o valor da operação económica que deu origem a este expediente, este Comité tem consciência de que o pagamento de 300 euros, mais além do seu caráter meramente simbólico (a multa impõe-se porque o clube investigado foi considerado autor de uma infração disciplinar), não contribuirá para que o clube sancionado em particular e, provavelmente, outros clubes que possam estar no futuro na mesma situação adeqúem a sua conduta a sua conduta ao requerido pelo regulamento”, pode ler-se no comunicado.

Griezmann custou 120 milhões ao Barcelona, no entanto, o Atlético queria que o valor ascendesse aos 200 milhões. Para os madrilenos, “a quantidade depositada é insuficiente para bater a cláusula de rescisão, visto que é óbvio” que o acordo entre o Griezmann e o Barcelona ficou fechado antes de a cláusula de rescisão do avançado francês ter descido de 200 a 120 milhões de euros. O Atlético salientava que também o anúncio feito pelo jogador, a 14 de maio, de que se desvincularia do clube fora anterior à data em que se produzira a modificação da cláusula.

O Comité de Competição da RFEF reconhece que o Barcelona cometeu “uma infração leve”, mas que “este não é motivo suficiente” para que o Comité “opte pela imposição de uma sanção – um jogo à porta fechada – que parece estar pensada para infrações de outra natureza”.

Os clubes poderão interpor recurso durante os próximos 10 dias úteis.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo