DESTAQUEFutebol

Sindicato pede reunião de urgência após “barbaridade” no Jamor

O líder do Sindicato de Jogadores, Joaquim Evangelista, considerou que o Belenenses-Benfica «não dignificou nem o futebol português nem os seus protagonistas».

«O que se passou no estádio do Jamor esta noite é absolutamente inaceitável e não pode voltar a repetir-se», afirma em comunicado.

Joaquim Evangelista refere que «independentemente do que está protocolado para situações como esta, existem valores que são mais importantes», como «a saúde dos atletas e a integridade da competição».

«Hoje, nove atletas da Belenenses SAD deram tudo de si e correram riscos evidentes para minimizar o que já se antevia uma desgraça para a integridade da competição e imagem do nosso futebol», prossegue.

«Tivemos tempo suficiente em contexto de pandemia para aprender a conviver com surtos, pontuais, de tal forma inesperados e abrangentes que tornam impraticável a realização de um jogo nestas condições, apesar dos compromissos assumidos.»

O líder do Sindicato anunciou ainda que vai convocar «a Liga e as autoridades de para uma reunião de emergência» e exigiu bom senso para estabelecer «um modo de proceder digno e capaz de evitar barbaridades como a que aconteceu esta noite».

Escrito por: José Carlos Leal

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo