DESTAQUE

Selecionador com “conduta sexual imprópria”

O treinador foi afastado de forma temporária pela sua Federação de futebol até que se apurem os factos.

O selecionador nacional de Malta, Devis Mangia, foi afastado das suas funções depois do orgão que rege o futebol do país ter recebido uma queixa sobre uma suposta violação da conduta sexual.

Em comunicado nas suas platafarmas digitais, a MFA foi perentória: “A Associação de Futebol de Malta comunica que Devis Mangia foi temporariamente dispensado das suas funções de selecionador nacional depois de ter sido recebido um relatório sobre alegada violação de políticas.”

Apesar de não revelar os motivos desse afastamento, a imprensa local avança que o problema foi mesmo de conduta pessoal, e perante um jogador da sua seleção nacional.

“Mangia deu a sua total disponibilidade para que os factos da questão sejam apurados. A Associação não vai pronunciar-se mais até que os próximos passos sejam discutidos com os respetivos órgãos de decisão de forma aberta e transparente.”, confirmaram, complementando com a confirmação de que seria Davide Mazzotta o técnico do embate com a Israel na mesma noite, jogo amigável que os malteses até venceram por 2-1 com uma reviravolta já bem perto do final.

O técnico italiano de 48 anos já teve acusações do género no passado, tendo sido já acusado de manter relações íntimas com jogadores quando treinava o Universitatea Craiova da Roménia. Ainda antes disso, Mangia foi acusado do mesmo no Ascoli, deixando grandes dúvidas sobre o que se terá passado na seleção nacional de Malta.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo