DESTAQUEFutebol

Liga aprova um mínimo de 13 jogadores mas sem efeito retroativo nos jogos profissionais e Belenenses SAD – Benfica não conta com repetição

A proposta da Liga para que os jogos não comecem com menos de 13 jogadores foi aprovada com um voto contra e dois nulos, mas foi uma votação pacífica por ser do interesse de todos os clubes em caso de surtos; mas o requerimento do Belenenses SAD para o aditamento e criar condições para retroatividade, e assim repetição do jogo com o Benfica, não foi sequer admitida à votação.

O Belenenses SAD queria implicar uma mudança nessa norma, que permita a retroatividade da mesma e a consequente repetição do jogo com o Benfica (0-7), da 12.ª jornada da Liga, em que os azuis se apresentaram no relvado com apenas nove atletas. O Benfica, desde logo, pronunciou-se para considerar ilegal esse princípio, o FC Porto manifestou a mesma opinião e decorreu então a votação para admissibilidade – aí houve votos a favor de Belenenses SAD e do Sporting e abstenções de SC Braga e Académica.

Para esta situação também contribuiu um parecer jurídico apresentado pela Liga, que sublinhava a inadmissibilidade com efeitos retroativos nesta decisão, embora o Belenenses SAD tivesse apresentado um parecer contrário. Os clubes não acharam descabida a argumentação do Belenenses SAD, mas entenderam terem tido pouco tempo para analisar em profundidade o assunto.

O caso da possível repetição do jogo é algo que permanece em cima da mesa, apenas porque corre no Conselho de Disciplina um processo de análise às ocorrências, sendo praticamente impossível que seja ditada a repetição do jogo.

Escrito por: José Carlos Leal

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo