DESTAQUEFutebol

Federação dinamarquesa anuncia boicote comercial no Mundial do Qatar

A seleção dinamarquesa vai ao Qatar disputar o Campeonato do Mundo apenas com o foco na vertente desportiva, e não na vertente comercial.

Num longo comunicado, a federação daquele país (DBU) teceu duras críticas à organização da competição no país asiático, acusado insistentemente de violar os mais básicos direitos humanos – as seleções nórdicas, de resto, têm sido as que mais levantam a voz relativamente a este assunto.

Na nota, a DBU explica que os seus parceiros comerciais não vão participar em qualquer «atividade oficial» no Qatar e que os dois principais patrocinadores abdicaram do seu espaço na roupa de treino para darem o lugar a mensagens humanitárias.

Diz ainda a organização que vai minimizar o número de viagens ao Qatar para funcionários e parceiros, para que a participação no Mundial seja «principalmente focada na vertente desportiva e não na vertente comercial».

«Há muito tempo que a Federação dinamarquesa tem criticado fortemente o Mundial do Qatar, e queremos aproveitar para trabalharmos por mais mudanças naquele país. Há muito tempo que temos chamado à atenção da FIFA e do Qatar para os desafios que enfrentam», afirmou o diretor da DBU, Jakob Jensen.

Escrito por: José Carlos Leal

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Veja Também
Fechar
Botão Voltar ao Topo