DESTAQUEFutebol

FC Porto e Benfica voltam a medir forças hoje mas para as contas da I Liga

FC Porto e Benfica voltam a encontrar-se na quinta-feira, novamente no Estádio do Dragão, mas agora para a I Liga de futebol, no primeiro jogo dos encarnados após a saída de Jorge Jesus, na despedida de 2021.

O clássico da 16.ª jornada aparece numa altura de tudo ou nada para o Benfica, já que um triunfo relança os lisboetas no campeonato e funcionará como um novo fôlego para o início de 2022, agora sob o comando de Nélson Veríssimo, enquanto novo desaire, como nos “oitavos” da Taça de Portugal (3-0), que acabou por ditar a despedida de Jesus, deixa os encarnados a sete pontos do comando.

A horas do início do clássico, e após ano e meio no cargo, na sua segunda passagem pelo clube, Jesus deixou de forma repentina o comando do Benfica, decisão pelos vistos conjunta do técnico e do presidente Rui Costa, embora nenhuma explicação para este “divórcio” inesperado tenha sido dada publicamente por ambos.

Numa altura em que a contestação dos adeptos estava a aumentar de volume, a imprensa desportiva revelou a existência de alegados problemas entre Jesus e alguns dos jogadores do plantel, mas essa situação não foi confirmada por ninguém da estrutura encarnada.

O FC Porto surge, por seu lado, estável e motivado pelo claro triunfo na Taça, sendo que precisará, tudo indica, de vencer para segurar a liderança, uma vez que o Sporting recebe um dia antes o Portimonense.

Ao contrário do que aconteceu no duelo da Taça de Portugal, Sérgio Conceição vai desta vez poder comandar a equipa no relvado, depois de ter cumprido 15 dias de castigo.

O técnico portista não perde com Benfica há sete jogos e, no geral, o FC Porto vai tentar somar a 11.ª vitória consecutiva em partidas a contar para a I Liga esta temporada.

Além disso, os “dragões” procuram manter o registo perfeito em casa em jogos a contar para o campeonato, em que neste momento levam sete triunfos, com 19 golos marcados e apenas três sofridos.

Evanilson, que “bisou” no duelo da Taça de Portugal, mas acabou expulso, é baixa certa para Sérgio Conceição, que ainda tem esperanças em poder contar com Pepe, que falhou o clássico da semana passada devido a problemas físicos. Luis Diáz é baixa devido a teste positivo para a covid’19.

Em contraponto, o Benfica não fica longe nos jogos fora da Luz, com sete vitórias e um empate (1-1 com o Estoril Praia), incluindo 25 golos marcados e só quatro sofridos.

Do lado do Benfica, Veríssimo tem duas baixas de peso (Otamendi e Grimaldo), número esse que deve aumentar para três, já que o avançado uruguaio Darwin Núñez, melhor marcador da I Liga, com 13 golos, dificilmente deverá recuperar de uma lesão num pé.

Antes do primeiro encontro no Dragão, em que saiu lesionado, Darwin vinha de três jogos seguidos a marcar em todas as provas, com um total de sete golos.

Otamendi foi expulso na Taça de Portugal e falha novo reencontro com a sua antiga equipa, enquanto Grimaldo testou positivo à covid-19 e está afastado do plantel.

O FC Porto-Benfica, o último encontro das duas equipas em 2021, a contar para a 16.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, está agendado para as 21h00 de quinta-feira, no Estádio do Dragão, no Porto.

planodesaude.golo.fm

Escrito por: José Carlos Leal

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo