DESTAQUEFutebol

Emblemas Portugueses pagam valor mais baixo em comissões

Os emblemas portugueses pagaram 47,4 milhões de euros em comissões para renovações e transferências de jogadores entre 1 de abril de 2021 e 31 de março de 2022.

De acordo com o relatório divulgado pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF) esta sexta-feira, este é o valor mais baixo desde que existem registos. Os primeiros dados remontam ao período entre 1 de abril de 2016 e 31 de março de 2017.

Face ao mesmo intervalo de tempo de 2020/21, em que foram pagos a intermediários 60 milhões de euros, verifica-se uma redução de cerca de 13 milhões.

O valor mais alto pago pelos clubes ocorreu em 2019/20, ascendendo a 83,6 milhões.

O registo apresentado refere que o Benfica foi o clube que mais gastou em comissões, 19,6 milhões, o que representa uma redução de 20,3 milhões face ao relatório anterior.

Os encarnados pagaram ainda 127 mil euros por jogadoras para a equipa feminina, através do clube e não da SAD.

O FC Porto surge no segundo lugar, com 14,5 milhões, um valor também abaixo dos 15,3 milhões registados no período anterior. Já o Sporting, surge em terceiro, com 5,2 milhões gastos, abaixo dos 8,5 milhões despendidos no ano anterior.

O SC Braga surge em quarto na lista, com uma redução significativa destes valores, tendo passado de 9,9 milhões para três.

Tal como o Benfica, os minhotos e o Sporting também apresentam outras rubricas no relatório, de cerca de 29 mil euros e 26 mil euros, respetivamente, pagas pelo clube.

Quanto aos outros clubes presentes no relatório da FPFP, apenas o Estoril Praia ultrapassou o milhão de euros, com o Vitória de Guimarães a descer dos 2,3 milhões para os 125 mil euros.

planodesaude.golo.fm

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo