DESTAQUEFutebol Nacional

Denúncias abrem investigação do SEF

Muitos casos de abusos e exploração têm acontecido nos últimos anos em variados clubes de alguns países, quer no futebol europeu, assim como em todo o futebol mundial.

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras deu a conhecer que sinalizou como vítimas de tráfico de seres humanos seis cidadãos recrutados no continente sul-americano para jogarem num clube de futebol de Serpa, no distrito de Beja.

O SEF relata em comunicado que recebeu denúncias e procedeu, na quarta-feira, a um inquérito aos cidadãos, a quem havia sido «garantida a inscrição» para competirem no campeonato da 1.ª divisão distrital, algo que «não chegou a concretizar-se».

«Foram-lhes, ainda, prometidas condições remuneratórias que não foram cumpridas e exigido o adiantamento de avultadas quantias, alegadamente para o pagamento de taxas administrativas, que nunca chegaram a ser devolvidas», referiu o organismo.
Os jogadores sinalizados eram atletas do União Serpense, adiantou à agência Lusa fonte ligada ao processo.
De resto, o clube desistiu de participar no Campeonato Distrital da 1.ª Divisão na atual temporada, segundo a Associação de Futebol de Beja (AFB).
O presidente do União Serpense, Alfredo Mestre, explicou à Lusa que a pessoa que «era para ser diretor desportivo» da equipa «foi-se embora com o dinheiro» adiantado pelos jogadores para as inscrições.
«Ficou com o dinheiro dos jogadores e o investidor que tinha prometido não apareceu», impossibilitando o clube de inscrever os jogadores e, consequentemente, participar no campeonato.
O dirigente adiantou ainda que dois jogadores que ficaram sem o dinheiro já regressaram ao país de origem e os que ficaram «estão a ser bem tratados» pelo clube e não lhes «falta nada», no que toca a alimentação e alojamento.
Já o presidente da Câmara de Serpa, João Efigénio Palma, disse não ter conhecimento desta ação do SEF, notando que o clube «tinha jovens predominantemente estrangeiros».
«O clube de sempre da terra é o Futebol Clube de Serpa, mas, há alguns anos, foi formada uma nova associação, que é o União Serpense, com a intenção de valorizar jogadores oriundos do mercado sul-americano e de outros para os colocar noutras equipas», vincou.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo