DesportoTOPO

Pedido de escusa do juiz que ia julgar o caso Rui Pinto aceite

O juiz Paulo Registo já não vai julgar o processo do hacker Rui Pinto, está a adiantar a TVI, depois de ter sido aceite o pedido de escusa apresentado pelo próprio juiz, que tinha sido sorteado para presidir ao coletivo de juízes do processo em causa.

A polémica instalou-se com o facto de terem sido divulgadas várias imagens das redes sociais de Paulo Registo, nas quais o juiz não escondia o seu benfiquismo militante. Desde logo se questionou a idoneidade de Paulo Registo para julgar Rui Pinto, numa altura em que há muita especulação em torno do facto do hacker ser o responsável pelo blog Mercado de Benfica, que publicou várias informações internas da vida do Benfica.

Paulo Registo, que foi sorteado para presidente do coletivo de juízes nos processos Rui Pinto e e-toupeira, pediu escusa, com justificação no facto de terem sido “levantadas suspeitas no sentido destes dois processos terem sido intencionalmente distribuídos” a ele mesmo, com o intuito de “beneficiar o Benfica”, e prejudicar Rui Pinto e o FC Porto.

Agora veio a saber se o pedido de escusa foi aceite pela presidente da comarca de Lisboa, pelo que Paulo Registo deixa de presidir ao coletivo de juízes que inclui ainda Ana Paula Conceição e Helena Leitão, e que vai julgar o hacker Rui Pinto, o qual é acusado de 90 crimes, num julgamento ainda sem data para começar.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo