DesportoDESTAQUEMundial 2022

Dinamarca ameaça desfiliar-se da FIFA

Esta quarta-feira, o presidente da Federação Dinamarquesa de Futebol (DBU), Jesper Moller, falou do polémico mundial do Qatar, referindo que a FIFA ignorou as restrições de liberdades e direito humanos.

Não só as restrições, como também o proibido uso da braçadeira dos capitães a mencionar “One Love”, faz com que o presidente dinamarquês ameace desfiliar-se da organização que superintende o futebol mundial.

Após o nulo frente à Tunísia (0-0), Jesper Moller, em conferência de imprensa, mostrou saturação com as constantes atitudes da FIFA no sentido de não fazer nada perante as ocorrências no Qatar. As violações dos direitos humanos, bem como da não permissão de manifestações de carinho em público no país asiático eram conhecidas, e a ameaça da Dinamarca de deixar a FIFA pode ser real.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo