CrimeDESTAQUEFutebol

Karim Benzema condenado a um ano de prisão com pena suspensa devido ao caso Valbuena

O jogador do Real Madrid, Karim Benzema, foi condenado a um ano de prisão com pena suspensa e a uma multa de 75.000 euros por cumplicidade no caso de chantagem com um vídeo de conteúdo sexual a Mathieu Valbuena.

A sentença, decretada por um tribunal de Versalhes (Paris), foi maior do que a pedida pelo Ministério Público, que tinha apontado para a aplicação de uma pena de 10 meses de prisão com pena suspensa e multa de 75.000 euros.

Karim Benzema foi considerado culpado de estar envolvido numa tentativa de chantagem ao companheiro de equipa, que envolveu ainda outras quatro pessoas.

O jogador alegava ter apenas tentado ajudar Valbuena a resolver o problema da melhor forma, através de um amigo. No entanto os procuradores do processo consideraram que Valbuena foi pressionado por Benzema a pagar aos chantagistas.

O advogado de Benzema, Sylvain Cormier, já considerou a sentença “escandalosa” e garantiu que vai apresentar recurso. O jogador não compareceu no dia do julgamento, nem esta quarta-feira para a leitura do acórdão. Os outros quatro acusados de tentativa de chantagem a Valbuena foram também condenados, mas com penas inferiores às pedidas pelo Ministério Público.

O caso remonta a 2015, quando Valbuena pediu a Axel Angot, residente em Marselha, para transferir artigos do seu telemóvel para um novo dispositivo, sendo que este encontrou imagens com conteúdo sexual, e, juntamente com Mustapha Zouaoui, teria ameaçado Valbuena de tornar o conteúdo público.

Para ter um intermediário, a dupla contactou Karim Zenati, amigo de infância de Benzema, atleta que posteriormente falou com Valbuena, tentando convencê-lo a falar com o seu conhecido – daí a vítima acreditar que o seu parceiro de seleção fazia parte do ‘complot’.

O jogador do Real Madrid, que ficou afastado da seleção desde 2015 até este ano, devido a este escândalo, garantiu, na altura, que apenas “queria ajudar um amigo, sem causar dano a Valbuena”.

Escrito por: José Carlos Leal

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo