Masters 1.000 de Paris e desporto profissional sem público em França

As competições desportivas profissionais em França, incluindo o torneio de ténis Masters 1.000 de Paris, vão continuar a decorrer durante o novo confinamento, de sexta-feira a 1 de dezembro, mas sem a presença de público, foi esta quinta-feira anunciado.

“Os treinos e as competições profissionais podem continuar”, disse o primeiro-ministro Jean Castex, referindo-se ao novo período de confinamento decretado pelo governo francês para enfrentar a segunda onda da pandemia de covid-19.

No confinamento ocorrido em março, as competições profissionais foram suspensas e até o campeonato francês de futebol, como os de outras modalidades, encerrou a temporada antes do fim, causando descontentamento entre alguns clubes.

Desta vez, em que o confinamento é mais suave, a França optou por manter as competições profissionais, embora à porta fechada, mas a Federação Francesa de Futebol já anunciou a suspensão de todas as ligas amadoras e da Taça de França, mantendo os jogos da seleção.

A ministra do Desporto, Roxana Maracineanu, garantiu na noite de quarta-feira que os atletas profissionais serão considerados como qualquer outro trabalhador francês, pelo que poderão manter a ocupação laboral durante o confinamento.

Essa medida salvaguarda, por enquanto, a continuação do campeonato de futebol e a participação na fase de grupos da Liga dos Campeões de Paris Saint-Germain, Marselha — adversário do FC Porto na terça-feira, no Estádio do Dragão – e Rennes.

O Masters 1.000 de Paris será realizado de 31 de outubro a 08 de novembro, mas sem a presença de público, devido às medidas de contenção anunciadas na quarta-feira pelo presidente de França Emmanuel Macron.

Partilhar