João Almeida reforça liderança após segundo lugar na 13.ª etapa

O ciclista português João Almeida ficou no segundo lugar da 13.ª etapa da Volta a Itália, o Giro, na ligação de 192 quilómetros entre Cervia e Monselice, esta sexta-feira. Numa chegada emocionante ao sprint, ganha pelo italiano Diego Ulissi (UAE-Emirates), Almeida ficou a escassos centímetros da vitória, mas também agarrou o segundo posto por uma ‘unha negra’ a Patrick Konrad (Bora-Hansgrohe), terceiro na tirada.

Ulissi cortou a meta ao fim de 04h22m18s, o mesmo tempo de Almeida, mas também do outro português, Rúben Guerreiro (Education First), que foi 14.º na etapa.

O corredor luso da Deceuninck-QuickStep, que continua com a camisola rosa da geral, bonificou seis segundos e é mais líder na classificação. Tem agora 40 segundos de vantagem para o segundo classificado, o holandês Wilco Kelderman (Sunweb). Passa a ter 49 segundos de vantagem para o espanhol Pello Bilbao (Bahrain-McLaren), terceiro na geral.

Almeida ganhou também seis segundos a praticamente toda a concorrência no top-10, à exceção de Patrick Konrad, a quem apenas ganhou dois segundos, dado que o austríaco bonificou quatro pelo terceiro lugar na etapa. O corredor da Bora é sexto, a 01m17s. Pelo meio há ainda dois italianos: Domenico Pozzovivo (NTT Pro Cycling, +01m03s) e Vincenzo Nibali (Trek-Segafredo, +01m17s).

João Almeida mantém também a camisola branca da juventude e Rúben Guerreiro reforçou a camisola azul da montanha. Tem agora 87 pontos, mais 11 que o segundo, o italiano John Visconti (Vinhos Zabu-Brado-KTM).

Partilhar