Arsenal dispensa mascote por contenção de custos

No último dia de mercado de transferências, certamente os adeptos do Arsenal esperavam reforços e não dispensas. Não, os gunners não despediram nenhum jogador, mas deixaram sair uma das figuras mais icónicas do clube: Gunnersaurus, que acompanha o Arsenal há mais de 27 anos, foi dispensado pelo clube, na sequência dos cortes motivados pela pandemia, segundo o portal The Athletic.

A mascote dos gunners faz parte de um leque de mais de 50 pessoas afetadas pelos cortes no clube londrino.

Com as bancadas vazias, o Arsenal entende que não é necessária a presença da mascote. O Gunnersaurus tem acompanhado o clube nos jogos fora e em casa desde 1993, e a publicação garante que o clube pretende o seu regresso quando os adeptos voltarem aos estádios.

Jerry Quy é a pessoa que encarna a personagem de apoio ao emblema inglês, um homem muito acarinhado pelos adeptos do Arsenal, e que chegou a faltar ao casamento do irmão para representar o Gunnersaurus.

Nas redes sociais, a personagem conta com milhares de seguidores e mostra-se muito ativa a acompanhar o dia a dia do clube, tendo-se notabilizado pelas publicações em tempo de confinamento.

Partilhar