DESTAQUEFutebol

Suspensão vitalícia de Ricardo Teixeira antigo presidente da Confederação Brasileira de Futebol

O Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) confirmou a suspensão vitalícia de Ricardo Teixeira, por corrupção. Foi assim rejeitado o recurso apresentado pelo antigo presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) à decisão da FIFA.

O TAS manteve ainda multa de um milhão de euros aplicada pelo Comité de Ética da FIFA, em julho de 2019.

O tribunal sediado em Lausana, na Suíça, considerou «proporcional» o castigo imposto pela FIFA, devido «aos enormes montantes em subornos» recebidos por Ricardo Teixeira quando era membro do Comité Executivo da FIFA e também da CONMEBOL.

O dirigente, de 74 anos, apresentou recurso no TAS em 2019, alegando que a FIFA não tinha a jurisdição necessária para aplicar o castigo, mas só agora o tribunal tomou uma decisão, devido a atrasos relacionados com a pandemia da covid-19.

A FIFA baniu para sempre Teixeira do futebol, depois de ter dado como provado que o antigo presidente da CBF recebeu subornos em troca da concessão de contratos de audiovisual e marketing para competições no Brasil, mas também da CONMEBOL e CONCACAF.

Escrito por: José Carlos Leal

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo