DesportoMAIS NOTÍCIAS

Polémica no anúncio da Nike Japão contra o bullying e racismo

Um anúncio da Nike Japão, que se foca nas questões de bullying e racismo, está a causar polémica nas redes sociais. O vídeo de dois minutos conta a história de três raparigas, de diferentes ascendências – uma japonesa, uma de origem coreana e uma cujo o pai é negro e a mãe é japonesa -, que enfrentam situações de bullying, pressão e discriminação.

Depois de mensagens e comentários discriminatórios – onde surge o “problema zainichi”, um termo usado para descrever pessoas coreanas que vivem no Japão – ou situações de bullying em grupo, as três jovens juntam-se no final do vídeo no amor pela prática de futebol.

O vídeo foi publicado há uma semana e já ultrapassou os 14 milhões de visualizações e mais de 63 mil gostos. Entre os comentários, há quem descreva a publicidade como “fantástica” e “poderosa”, mas há também quem critique o vídeo por considerar que representa mal a sociedade japonesa moderna. Entre os comentários há quem afirme que não vai voltar a comprar produtos da marca e quem defenda mesmo um boicote.

“O Japão é realmente um país cheio de discriminação? Parece que estão a criar uma falsa impressão do Japão”, comenta um utilizador citado pela SoraNews24.

Outro utilizador da rede social acusa a Nike de “preconceito” e afirma que “hoje em dia, costuma-se ver uma ou duas pessoas de diferentes nacionalidades a ir à escola em paz”. Há também quem questione se “é tão divertido culpar o Japão”.

O Japão é uma sociedade relativamente homogénea, mas nos últimos anos várias personalidades desportivas com diferentes origens familiares têm-se destacado. É o caso da equipa multirracial de rugby que venceu o campeonato mundial no ano passado e da tenista Naomi Osaka, que tem ascendência haitiana da parte do pai.

Apesar de ser celebrada no seu país, Naomi Osaka – que foi considerada este ano a atleta feminina mais bem paga do mundo – já atravessou situações de discriminação. Um exemplo foi na sequência de uma ilustração da tenista, ao estilo japonês de anime, onde foi desenhada com pele branca e feições faciais caucasianas. O cartoon foi alvo de piadas por parte de comediantes que afirmavam que Osaka “parecia queimada do Sol” e “precisava de alguma lixivia”.

Sobre a polémica do anúncio da Nike Japão, a marca ainda não reagiu. No entanto, a companhia tem vindo a defender a importância do desporto para transformar vidas.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo