Benfica perde 40 Milhões depois de falhar Champions

A derrota de Salónica frente ao PAOK ditou a ausência do Benfica da fase de grupos da Liga dos Campeões ao fim de dez épocas consecutivas a marcar presença. Mais do que isso, representa ainda a ausência de uma receita que tem sido significativa para as contas do clube da Luz.

O Benfica deixou de encaixar quase 40 milhões de euros. Em 2019/20, a participação na fase de grupos garantiu a cada participante 15,25 milhões de euros, mas a posição que os encarnados ocupam no ranking a dez anos da UEFA permitiam mais 24,376 milhões de euros ,tendo em conta os valores da época passada. Uma vez que o Arsenal não estava qualificado para a Champions, os da Luz subiriam um posto nessa lista e, assim, iam receber como 10.º classificado dessa tabela. No total, deixaram de entrar 39.626 milhões de euros.

Uma vitória na Liga dos Campeões valeu na época passada 2,7 milhões de euros, e um empate 900 mil euros.

Os valores da Liga Europa 2019/20 são manifestamente mais baixos: vencer todos os jogos, final incluída, e com os bónus máximos, daria um encaixe máximo de 26,47 milhões de euros. Ou seja, na melhor, e quase irrealista, das hipóteses, o Benfica receberia praticamente metade do que conseguira na época passada nas provas da UEFA (pouco mais de 50 milhões de euros).

Por exemplo, um empate na Liga dos Campeões vale quase tanto como um tirunfo na Liga Europa. Como se disse, na Champions a igualdade garante 900 mil euros, na prova secundária um triunfo rende 570 mil euros. O vencedor do grupo garante um milhão de euros de bónus, a passagem aos 16avos de final meio milhão. Os oitavos asseguram 1,1 milhões de bónus, os quartos 1,5, as meias 2,4 e a ida à final 4,5. O vencedor da Liga Europa arrecada ainda mais quatro milhões de euros.

Partilhar