Irão executa atleta apesar dos apelos da FIFA e Comité Olímpico Internacional

O Irão informou que executou Navid Afkari, jovem lutador que havia sido condenado à morte pelo assassínio de um funcionário público em 2018.

A sentença foi executada esta manhã, na prisão de Shiraz, de acordo com o que revelou o procurador-geral da província de Fars, Kazem Mousavi.

A Human Rights Watch, organização humanitária, o comité olímpico internacional (COI) e a FIFA uniram-se para pedir que a vida de Afkari fosse salva, em vão. O atleta de 27 anos estava preso desde 2018 devido a dezenas de acusações, entre as quais participação em manifestações ilegais, insulto ao líder supremo do Irão, roubo, inimizade em relação a Deus e homicídio.

Navid Afkari foi condenado à morte em outubro de 2019 pelo alegado assassínio de Hasan Turkeman, um agente da lei, nos protestos de agosto de 2018 em Shiraz

Partilhar