Portugal fica no pote 1 e evita os favoritos no Mundial 2021 de andebol

Portugal conhece os adversários no Mundial 2021, no Egito, este sábado, e já sabe que vai evitar alguns dos principais candidatos à conquista do torneio.

Portugal ficou integrado no pote 1, juntamente com a Dinamarca, campeã em título, Alemanha, Croácia, Eslovénia, Espanha, Noruega e Suécia.

Faltando ainda apurar os dois vencedores dos torneios de qualificação da América do Sul e Central e da América do Norte e das Caraíbas, a prova vai disputar-se, numa primeira fase, entre 32 equipas, distribuídas por oito grupos, com quatro seleções em cada.

Os primeiros três classificados de cada grupo seguem para a fase principal do torneio, num total de 24 seleções, que serão divididas em quatro grupos de seis equipas. As equipas que ocuparem as duas primeiras posições de cada grupo avançam para a fase a eliminar dos quartos de final, meias-finais e final.

Relativamente ao sorteio, começa pelo pote 4, seguido do 3 e do 1. Uma seleção de cada um dos quatro potes será sorteada para um dos oito grupos. Após esta fase inicial, o Egito, em virtude de ser o anfitrião, tem direito a escolher o grupo em que vai marcar presença.

Com 16 seleções em prova, a Europa é o continente mais representado no Mundial de andebol de 2021. Devido às condicionantes da pandemia, os ‘play offs’ europeus de qualificação foram cancelados e a seleção das equipas foi feita de acordo com a classificação no Europeu2020.

Portugal volta a participar num Mundial de andebol 18 anos depois, quando a competição se realizou em território português, em 2003. Em janeiro deste ano, a seleção portuguesa alcançou a melhor classificação de sempre em Europeus, com o sexto lugar.

Potes do sorteio
Pote 1: Alemanha, Croácia, Dinamarca, Eslovénia, Espanha, Noruega, Portugal e Suécia.
Pote 2: Argentina, Argélia, Áustria, Bielorrússia, Qatar, Egito, Hungria e Tunísia.
Pote 3: Bahrein, Brasil, Coreia do Sul, França, Islândia, Japão, República Checa e Uruguai.
Pote 4: Angola, Cabo Verde, Marrocos, Polónia, República Democrática do Congo, Rússia, representante da América do Sul e representante da América do Norte.

Partilhar