Jack Miller sentiu momentos de pânico

O piloto australiano Jack Miller (Ducati) admitiu, em entrevista ao Autosport britânico, ter sentido “pânico” quando foi ultrapassado pelo português Miguel Oliveira (KTM), que viria a ganhar o Grande Prémio da Estíria de MotoGP, no domingo.

“Não esperava que o Oliveira aparecesse, pensei que [a decisão da corrida] seria entre mim e o Pol [Espargaró] e, se assim fosse, já o tinha na mão”, começou por explicar o piloto australiano, segundo classificado, atrás do português.

Miller contou ainda que estava convencido ter feito “o que precisava fazer” e estava a sair da curva e a olhar para Pol Espargaró quando ouviu “o barulho de um motor do lado de dentro” da curva.

“Era o Oliveira. De onde é que saiu?”, perguntou-se.

Nessa altura, Jack Miller admite ter vivido “momentos de pânico”, pois “pensava que vinha um comboio” de adversários.

O australiano confessou, ainda, ter sentido “dor agonizante” durante a corrida devido a uma queda sofrida nos treinos de sábado, antes da corrida.

O GP da Estíria de MotoGP, quinta prova da temporada, entrou para a história do campeonato como o primeiro ganho por um português.

Partilhar