Primeiros casos de Covid-19 na Fórmula 1

A Fórmula 1 anunciou, em comunicado, que duas pessoas testaram positivo para o novo coronavírus, depois da despistagem efetuada a pilotos, equipas e staff envolvido na organização da competição.

“A FIA [Federação Internacional de Automobilismo] e a Fórmula 1 confirmam que, dos 4.997 testes realizados à Covid-19 entre 10 e 16 de julho, duas pessoas acusaram positivo”, informou a F1, revelando que as pessoas em questão “não fazem parte de qualquer equipa, pelo que não existe qualquer consequência para as corridas”.

De acordo com a F1, as duas pessoas infetadas foram retiradas do contexto de competição e estão em isolamento.

A nota divulgada pela F1 surge no dia em que se realizam as sessões de testes do GP da Hungria, em Hungaroring, a terceira prova do Mundial deste ano.

A organização já tinha realizado mais de 8.000 testes de rastreio ao novo coronavírus antes dos dois primeiros GP da temporada, ambos na Áustria, sem que tenha surgido qualquer caso positivo.

A pandemia de Covid-19 já provocou mais de 590 mil mortos e infetou mais de 13,83 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Partilhar