André Villas-Boas de “pedra e cal” no Marselha

O treinador português André Villas-Boas permanecerá na próxima época no comando técnico do Olympique de Marselha, disse esta segunda-feira fonte do clube francês à agência France Presse, após rumores de que estaria de saída.

“Após várias conversas trocadas nos últimos dias com Frank McCourt [dono do clube] e Jacques-Henri Eyraud [presidente], André Villas-Boas confirmou que deseja continuar a colaborar com o Marselha para a próxima temporada”, revelou a mesma fonte.

Os rumores da saída do técnico português aumentaram após o anúncio, em 14 de maio, do fim do contrato do diretor desportivo, o espanhol Andoni Zubizarreta, responsável pela contratação de André Vilas Boas.

O próprio André Villas-Boas deixou entender em declarações públicas, a seguir à demissão de Zubizarreta, que poderia seguir o mesmo caminho do espanhol.

Os responsáveis do Marselha, pressionados pela contestação dos adeptos, que não viam com bons olhos a saída do técnico português, que deixou o clube no segundo posto do campeonato, quando este foi interrompido e garantiu o apuramento para a Liga dos Campeões, fizeram uma proposta a André Vilas-Boas, no dia 19 de maio, para um contrato de dois anos, com mais um de opção.

Partilhar