Jogadores estrangeiros do Inter deixam Itália

O Inter esteve 15 dias em quarentena depois de ter sido detetada covid-19 em Daniele Rugani, jogador da Juventus, após o jogo entre as duas equipas em Turim.

Terminado este período de isolamento, grande parte dos jogadores estrangeiros da equipa deixaram Itália para voltarem para os seus países, numa altura em que Itália está em quarentena e numa situação muito complicada por causa da pandemia, com 743 vítimas mortais nas últimas 24 horas.

Brozovic e Handanovic foram os primeiros a partir, para Zagreb e Liubliana, respetivamente. Agora foi a vez de Romelu Lukaku ter seguido para Bélgica, Moses, Young e Eriksen terem voltado para Inglaterra e Diego Godín rumar ao Uruguai.

Os jogadores foram autorizados pelo clube a partir e vão cumprir um plano de treino em casa.

Partilhar