Manchester City recorre da suspensão de dois anos para o TAS

O Tribunal Arbitral do Desporto deu a conhecer que o Manchester City recorreu da sanção imposta pela UEFA, que baniu o clube inglês das competições europeias por duas temporadas.

“O recurso é dirigido contra a decisão do Comité de Controlo Financeiro, que a 14 de fevereiro de 2020, considerou que o Manchester City violou os regulamentos de licenciamento de clubes e fair-play financeiro da UEFA, tendo sido sancionado com a exclusão das próximas duas temporadas de competições de clubes da UEFA […] e condenado a pagar uma multa de 30 milhões de euros”, pode ler-se no comunicado.

O clube inglês está acusado de ter “exagerado na sua receita de patrocínio e nas informações de equilíbrio enviadas à UEFA entre 2012 e 2016”.

Partilhar