Vitória de Setúbal fala em “procedimento disciplinarmente censurável” do Sporting

O Vitória de Setúbal não poupa críticas ao Sporting por recusar adiar o jogo deste sábado, apesar da virose que afetou vários jogadores do emblema sadino.

Em comunicado, a direção liderada por Vítor Hugo Valente fala mesmo em «procedimento disciplinarmente censurável» com o objetivo de «obrigar o Vitória a apresentar em campo uma equipa notoriamente inferiorizada».

O Vitória entende que forçar a realização do jogo é «colocar em causa a integridade da competição», e informa mesmo que não vai realizar estágio para o jogo, marcado para sábado.

Para além disso, o comunicado classifica como «hipócrita e cínica» a sugestão leonina de disponibilizar o seu departamento médico. «Confirma um procedimento e forma de estar que consubstancia uma violação grosseira dos princípios da boa fé que se impõem no relacionamento entre clubes, mas também uma violação dos deveres deontológicos entre profissionais da medicina, que, de resto, o Presidente do Sporting CP tão bem conhece», acrescenta.

Partilhar