Mourinho quer tirar o Tottenham da metade inferior da tabela

José Mourinho promete “paixão” no seu trabalho como treinador do Tottenham e espera tirar o clube da metade inferior da tabela da Premier League. Na sua primeira entrevista como novo técnico dos “Spurs”, aos meios oficiais do clube, o treinador perspetiva a sua primeira época no clube, mas não traça objetivo concreto quanto à classificação na Premier League.

“Sabemos a posição em que estamos e não pertencemos lá. Vamos jogo a jogo, queremos sempre ganhar o próximo, até ao fim. No final da época, veremos onde estamos, mas sei que será outra posição. Estou ansioso pelo desafio e pela responsabilidade de trazer felicidade a todos que amam o clube”, começa por dizer.

O português substitui Mauricio Pochettino no cargo e Mourinho recorda todas as visitas ao terreno do Tottenham, que fez nas últimas temporadas ao serviço de Chelsea e Manchester United.

“Não poderia estar mais feliz. Posso prometer paixão, pelo trabalho e pelo meu clube. É um privilégio quando um treinador vai para um clube e sente felicidade em relação à equipa que vai treinar. Já o disse nos últimos anos, jogar contra o Tottenham em White Hart Lane era sempre difícil, mas bonito. Sempre vim com paixão e respeito”, acrescenta.

Mourinho já recebeu, ao longo da carreira, diversas críticas por apostar pouco na formação dos clubes por onde passou. No Tottenham, o português promete desenvolver jovens de uma academia que considera de elite.

“Sempre falei do potencial do clube. Olho para os jovens aqui e não há nenhum treinador que não gostasse de os ajudar a desenvolver. Às vezes o trabalho nas camadas jovens não é bom o suficiente para produzir esta qualidade, mas a história deste clube é que a academia dá muitos talentos”, aponta.

O Tottenham inaugurou na última temporada o seu novo estádio, com capacidade para 62 mil espetadores. José Mourinho diz que é o melhor estádio do mundo e deixa iguais elogios às condições de trabalho no centro de treinos.

“Quando se diz que é um estádio bonito é ser honesto. É o melhor estádio do mundo. O centro de treino igual, só comparável a alguns clubes norte-americanos, e eu já estive nos melhores centros de estágio do mundo. Isto deve deixar-nos muito orgulhosos. As condições de trabalho são incríveis”, remata.

Mourinho já orientou o treino desta quarta-feira e estreia-se no sábado, frente ao West Ham, num dérbi londrino.

Partilhar