Ex-selecionador espanhol “de consciência tranquila”

O ex-selecionador espanhol quebrou o silêncio e, em comunicado, despediu-se de La Roja. Robert Moreno não alimentou a polémica que o levou a deixar a equipa, que volta a ser orientada por Luis Enrique.

Moreno era adjunto de Luis Enrique e ficou como selecionador quando o ex-jogador de Real Madrid e Barcelona atravessava um grave problema familiar e abandonou o cargo.

Meses passados e qualificação garantida para o Euro 2020, a Espanha volta a contar com Luis Enrique e Robert Moreno afastou-se, garantindo, no entanto, que está de “consciência tranquila”.

Moreno reafirma que “desde sempre disse que não ia ser impedimento para o regresso de Luis Enrique”. “Assim o fiz, mesmo que isso tenha implicado a minha saída. Desejo-lhe o melhor, porque o sucesso dele vai ser a nossa alegria”.

O treinador prefere desvalorizar a polémica. “Seria entrar numa espiral de justificações e uma troca de palavras na qual não vejo nenhum sentido.

Estou de consciência tranquila. É impossível agradar a todos, mas digo muito sinceramente que respeito a opinião de toda a gente”.

A fechar, Robert Moreno agradeceu a jogadores e direção a forma como foi tratado.

Partilhar