Messi disponível para jantar com Cristiano Ronaldo

Lionel Messi está disponível para jantar com Cristiano Ronaldo, se o internacional português chegar mesmo a convidá-lo.

Em entrevista ao jornal catalão “Sport”, publicada esta quinta-feira, o avançado argentino do Barcelona insistiu que não tem qualquer problema com o jogador da Juventus.

“Sempre disse que não tenho problema com ele [Cristiano Ronaldo], que só não éramos amigos porque nunca partilhámos um balneário. Sempre que nos vimos, foi em galas ou em prémios. Na última gala [prémios da UEFA] até foi quando mais falámos e estivemos mais próximos. Não sei se haverá mesmo jantar, porque não sei se nos cruzaremos, porque cada um vive do seu lado e tem os seus compromissos. Mas se [o jantar] tiver de acontecer, não há problema”, assumiu Messi.

Neymar está descontente no Paris Saint-Germain e, este verão, esteve na porta de saída, embora nada se tenha concretizado. Na mesma entrevista ao “Sport”, Messi revela que Neymar “tinha muita vontade de voltar” e não esconde que teria gostado de ver o craque brasileiro regressar ao Barcelona.

“A verdade é que sim, teria ficado encantado com o regresso de Neymar. Entendo quem estava contra isso, é normal, por tudo o que se passou com ele e pela forma como se foi embora. Mas do ponto de vista desportivo, para mim, Neymar é um dos melhores do mundo e, com ele, a nossa equipa teria aumentado a probabilidade de conseguir os resultados que todos queremos”, salientou o argentino.

Messi entende que “é muito difícil negociar com o PSG”, mas desconfia do real esforço que a direção do Barcelona terá feito para contratar Neymar, que no final ficou em Paris:

“Sinceramente, não sei se a direção fez tudo o que podia. Eu não tinha muita informação sobre isso e, no final de conta, não foi tudo muito claro.”
“Pulga” pode ir embora de graça, mas quer ficar

Messi tem uma cláusula no contrato que lhe permite deixar o Barcelona de graça no final da época. No entanto, garante que não há razões para preocupação.

“Quero estar no Barcelona o máximo de tempo possível, fazer aqui toda a minha carreira, porque esta é a minha casa. Também não quero ter um contrato muito longo e ficar só porque tenho contrato. Quero estar bem fisicamente, jogar e ser importante. Quero continuar a ganhar coisas com o clube e a fazer coisas importantes. Para mim, a cláusula e o dinheiro não significam nada. São outras as coisas que me movem. Para mim, o mais importante é ter um projeto vencedor”, sublinhou o “10”, na mesma entrevista ao “Sport”.

Ou seja, Messi quer ficar no Barcelona, mas um projeto vencedor é condição indispensável: “Óbvio. Quero ganhar. E quero ganhar neste clube. Não tenho intenção nenhuma de sair para lado nenhum, mas quero continuar a competir e a ganhar.”

Partilhar