16 golos separam Cristiano Ronaldo do recorde do mundo de seleções

Cristiano Ronaldo chegou, esta terça-feira, aos 93 golos pela seleção nacional, ao marcar quatro dos cinco “tentos” da vitória de Portugal sobre a Lituânia, por 1-5, em Vilnius, de apuramento para o Euro 2020. O recorde do mundo, do iraniano Ali Daei, está a 16 golos de distância.

O avançado da Juventus, que se estreou a marcar por Portugal a 12 de junho de 2004, no Estádio do Dragão, frente à Grécia, no Euro 2004, abrilhantou a sua exibição aos sete (de penálti), 62, 65 e 76 minutos.

Em dia de 160.ª internacionalização, Ronaldo, de 34 anos, marcou pelo segundo jogo consecutivo. No passado sábado, o capitão das quinas já tinha faturado no triunfo por 2-4 frente à Sérvia, em Belgrado.

Ronaldo passa a contar 34 golos em jogos a contar para Europeus, em fases finais e qualificações. Com estes quatro golos, passou a ser o melhor marcador em fases de qualificação de Europeus, com 25 golos, ultrapassando os 23 do irlandês Robbie Keane.

O cinco vezes Bola de Ouro soma, ainda, três golos na Liga das Nações, 37 em Mundiais (sete na fase final), dois na Taça das Confederações e 17 em particulares.

Na seleção, Ronaldo já soma mais 43 golos que Pauleta, segundo do “ranking”, e 49 que Eusébio. A nível de todas as seleções mundiais, CR7 só perde para o iraniano Ali Daei, autor de 109 golos. Faltam 16.

Partilhar