João Rodrigues e a exibição épica de Portugal

João Rodrigues, capitão da seleção nacional de hóquei em patins, reconheceu que “se estivesse do lado dos argentinos, estaria muito frustrado porque mereciam ganhar” a final do Mundial. Mas Portugal teve dois trunfos.

Foram eles a sorte de Ângelo Girão, o guarda-redes português, que defendeu vários penáltis durante o tempo regulamentar e já no desempate por grandes penalidades. João Rodrigues destacou o papel do guardião do Sporting na conquista do título mundial e ainda o trabalho de equipa, que se encontrava fisicamente esgotada. João Rodrigues destacou uma exibição épica.

João Rodrigues e vitória épica

João Rodrigues vincou que o hóquei em patins deve ser respeitado e estimado.

Partilhar