Presidente da República felicita seleção portuguesa de hóquei

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, durante a cerimónia de atribuição do Prémio Maria José Nogueira Pinto em Responsabilidade Social, promovido pela Merck Sharp & Dohme (MSD), no Teatro Thalia, em Lisboa, 04 de julho de 2019. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, felicitou vivamente a seleção portuguesa de hóquei em patins pela conquista do campeonato do mundo, e prometeu recebê-la em breve, logo que seja possível.

“Acabado de chegar de Paris, o Presidente da República felicita vivamente a seleção portuguesa que acaba de vencer o Campeonato do Mundo de Hóquei em Patins, o que não acontecia há 16 anos”, afirmou o chefe de Estado, numa declaração enviada à agência Lusa.

Marcelo Rebelo de Sousa felicitou “os jogadores, técnicos e dirigentes” e adiantou que “irá recebê-los em Belém logo que possam, depois da chegada a Lisboa”.

O primeiro-ministro, António Costa, felicitou também a seleção nacional de hóquei em patins pela sua “emocionante e merecida” vitória na final do Campeonato do Mundo, em Barcelona, frente à Argentina.

“Emocionante e merecida vitória de Portugal. O hóquei em patins nacional merece um aplauso. Dezasseis anos depois, celebramos juntos este título de campeões do mundo. Parabéns a todos”, escreveu António Costa na rede social ‘Twitter’.

Portugal sagrou-se campeão mundial de hóquei em patins, em Barcelona, 16 anos depois da última conquista, ao vencer a Argentina, por 2-1, no desempate por grandes penalidades, após um nulo no final do encontro.

No desempate por grandes penalidades, Gonçalo Alves e Hélder Nunes marcaram para Portugal, enquanto pela Argentina apenas conseguiu marcar Nicolia.

A formação das ‘quinas’ conquistou o 16.º título mundial, menos um do que a recordista Espanha, reconquistando um título que lhe fugia desde 2003, em Oliveira de Azeméis.

Fora de Portugal, a ‘equipa das quinas’ não vencia um título desde 1993, sendo que, em Espanha, apenas se tinha sagrado campeão mundial uma vez, em 1960.

Partilhar