Hernâni e Levante felizes por consumar transferência tentada há um ano

Hernâni foi apresentado, esta quinta-feira, como novo jogador do Levante e assumiu que foi difícil esperar para poder concretizar uma transferência que já estava acordada há vários meses e que tinha sido tentada há um ano.

“Sabíamos que tínhamos de esperar”, assumiu o extremo, contratado ao FC Porto. “O que me atrai do Levante é que é um novo desafio. Agrada-me a Liga espanhola, o clube também é muito bom. Por juntar os dois era o melhor para mim. Agora que estou aqui, tenho grande ambição e muita vontade de fazer as coisas bem, de jogar da melhor maneira para ajudar os meus companheiros. Quero jogar e desfrutar, só isso”, acrescentou.

O presidente do Levante, Quico Catalán, confessou que tentou contratar Hernâni há um ano, mas que “foi impossível”. O dirigente mostrou-se satisfeito por poder, enfim, concretizar o desejo de levar o extremo para Espanha.

“Não foi fácil para nós nem para ele, sofreu uma situção que acontece no futebol e espero que a aposta do Levante dê frutos. Foi uma contratação trabalhosa e, depois de muito tempo, conseguimos que ele esteja aqui. Há um ano, foi impossível e, meses depois, chegámos a um acordo. Para qualquer clube, é muito importante a vontade do futebolista.”

Quanto à opção pelo Levante, Hernâni reconheceu que teve um conselheiro no FC Porto: “Falei com Adrián López. Ele falou muito bem [do clube] e isso pesou na minha decisão.”

Hernâni reforça o Levante a custo zero, após ter terminado contrato com o Porto. Contudo, de acordo com o jornal valenciano “Super Deporte”, recebeu um prémio de assinatura de dois milhões de euros.

Partilhar