Rali de Portugal pode dar retorno financeiro de 155 milhões

Luís Pedro Martins, presidente da Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP), estima que o Rali de Portugal, que se realiza até 2 de junho, traga uma receita recorde de 155 milhões de euros, sobretudo nos sectores de alojamento e restauração.

O responsável elege esta icónica prova no calendário automobilístico nacional e internacional como “o evento desportivo que traz mais visibilidade à região e um dos que gera mais proveitos financeiros”.

As reservas nas unidades hoteleiras situam-se na ordem dos 90% na área metropolitana do Porto, sendo que Braga e Guimarães registam taxas a rondar os 80%. Os concelhos de Amarante, Fafe, Cabeceiras de Basto e Vieira do Minho, têm já praticamente esgotada a capacidade hoteleira
Luís Pedro Martins sublinha ainda que boa parte das pessoas que se desloca a Portugal para ver as etapas da prova acaba por visitar outros destinos no país.

Partilhar