Arsenal critica UEFA sobre os bilhetes da final da Liga Europa

O Arsenal critica a UEFA pela atribuição de apenas seis mil bilhetes para a final da Liga Europa. Em comunicado, os “gunners” lamentam a decisão de distribuir 12 mil bilhetes para os adeptos dos dois clubes, quando o Estádio Olímpico de Baku, no Azerbeijão, tem capacidade para mais de 60 mil espectadores

“Todos no clube estamos muito felizes por ter alcançado a final da Liga Europa. No entanto, estamos muito desapontados pelas limitações de transportes disponibilizadas pela UEFA, que só permitem que o clube receba seis mil bilhetes, quando o estádio tem capacidade para mais de 60 mil. E só o tempo dirá se os seis mil adeptos terão condições de viajar até Baku”, pode ler-se.

O clube londrino relaciona os poucos bilhetes disponibilizados com a grande massa associativa do clube, e critica a escolha do local para a realização da final da prova.

“Temos 45 mil sócios com lugar anual, e não é correto que a maioria falhe o jogo porque a UEFA escolheu um local tão limitado em termos de acessibilidades. Para os próximos anos, deixamos o conselho para que a UEFA assegure as logisticas para um jogo como a final. O que aconteceu este ano é inaceitável e não pode voltar a acontecer”, remata o comunicado.

Para além da polémica relacionada com os bilhetes, o local da final também prejudica o Arsenal, que poderá não contar com Henrikh Mkhitaryan, por motivos políticos relacionados com a sua nacionalidade arménia.

A final da Liga Europa disputa-se no dia 29 de maio, em Baku, entre Arsenal e Chelsea.

Partilhar