Famalicão mais próximo e Académica mais longe da Primeira Liga

O Famalicão deu este sábado um passo importante rumo ao objetivo de subida à Primeira Liga, derrotando a Académica por 2-0, em casa.

Os minhotos marcaram logo aos sete minutos através do defesa Luís Rocha, que cabeceou de forma indefensável após cruzamento de Feliz.

A primeira parte foi disputada, mas não teve grande história e o intervalo chegou com os adeptos da Académica, em bom número num estádio lotado, esperançados em lutar pelo resultado na segunda parte.

Mas os estudantes tiveram muita dificuldade em reentrar no jogo e foi a Académica que viu Andersson a falhar uma oportunidade clara, aos 54 minutos, antes de Walterson, que já tinha marcado dois golos em Matosinhos, na jornada passada, fazer um grande golo aos 63 minutos, com um remate de fora da área que levou o estádio ao delírio.

A Académica parecia incapaz de ultrapassar a defesa do Famalicão, mas recebeu um balão de oxigénio aos 82 minutos quando Defendi, o guarda-redes caseiro, adiantou mal a bola e, na disputa com o avançado Romário, acabou por acertar-lhe no pé. Ficam dúvidas, uma vez que Defendi tocou primeiro na bola, mas o árbitro assinalou penalti e deu à Académica a possibilidade de voltar a entrar no jogo.

Yuri, contudo, atirou ao lado e os festejos dos jogadores e dos adeptos do Famalicão foram um prenúncio de que a vitória estava assim garantida.

Com este triunfo o Famalicão fica numa posição ainda mais confortável, isolado em segundo lugar na Liga, atrás do Paços de Ferreira. Salvo grandes surpresas nas cinco jornadas que faltam, estas duas equipas – mais o Gil Vicente – devem subir para o principal escalão do futebol nacional para a época de 2019-2020.

Partilhar