Egito disponível para organizar Taça das Nações Africanas em 2019

O Egito está preparado para receber a CAN (Taça das Nações Africanas) no próximo ano. Depois da CAF (Confederação Africana de Futebol) ter retirado a organização da competição aos Camarões, em novembro, devido a grandes atrasos na construção de infraestruturas, e de Marrocos se ter excluído da corrida, os egípcios apresentam-se como solução.


“O Egito é capaz de organizar a competição e estamos confiantes de que o vamos fazer. O povo egípcio está sempre pronto para estas situações, temos estruturas do mais alto nível e já temos experiência de organização destas competições”, disse Ashraf Sobhi, ministro do desporto do Egito à “ON Sport”.


A sete meses do início da CAN, a CAF abriu novo processo de candidaturas que encerra a 25 de dezembro. A prova será realizada entre junho e julho e terá 24 seleções em competição, ao contrário das 16 habituais.


Esta é uma situação que começa a tornar-se regra. A CAF teve de mudar o local da CAN nas três últimas edições. Em 2013, da Líbia para a África do Sul, devido à guerra civil na Líbia, em 2015 de Marrocos para a Guiné Equatorial, face ao surto de ébola na África Ocidental de 2014 a 2016, enquanto em 2017 conflitos levaram a que a prova passasse novamente da Líbia para o Gabão.


No Natal ficará definido quem substitui os Camarões em 2019.

Partilhar